Wednesday, February 15, 2012

Mestrado, Stratford, Culinária and so on...

Tudo tranquilo por aqui... As últimas semanas de janeiro foram muito, muito, muito corridas. Tive vários trabalhos para entregar na universidade, até parei de trabalhar nesse tempo. O Fábio acordava às 6:10 da manhã para ir trabalhar, e passei a acordar junto com ele. Ficava desde às 6:30 até meia noite em frente ao computador! Minha vida foi assim por umas duas semanas. Tive que parar de ir aos pubs, passear por Londres e a vida social deu uma paradinha... Já estou me preparando psicologicamente para as deadlines do segundo semestre.

Depois de tanto estudo, consegui entregar tudo dentro dos prazos (última semana de janeiro), depois tive um intervalo na primeira semana de fevereiro, e o segundo semestre começou semana passada! A vida voltou ao normal, voltei a trabalhar, estou estudando tranquilamente agora no começo do semestre, e os pubs voltaram com força total!

E as viagens continuam! Semana passada fomos para Stratford-upon-Avon, o distrito onde Sheakespeare nasceu. Fica a uns 160km de Londres e chegamos lá em um pouco mais de duas horas de trem. A cidade é uma delícia e obviamente há referências a Sheakespeare por todo lado: casa em que ele nasceu, escola em que estudou, teatro em homenagem a ele e por a vai. Vale a pena o passeio para quem tiver por essas bandas e quiser fazer uma day trip.


Além das viagens, eu e Fábio combinamos de ir pelo menos uma vez por mês a um restaurante especializado na culinária de um determinado país. Como aqui em Londres existem restaurantes do mundo todo (mundo todo mesmo!) decidimos começar experimentar comidas diferentes. Claro que não poderia ser restaurante italiano, espanhol, francês, alemão, japonês, etc, pois a culinária desses países não é segredo para gente, nem para ninguém. Nossa ideia é provar comidas de países que talvez nunca visitemos ou que saibamos bem pouco a respeito. Começamos por um na nossa rua, um restaurante bem simples da Ilha Maurício. Esse país no leste da África tem uma comidinha bem gostosa. Comemos uma entrada que incluia uns bolinhos salgados com não sei o quê dentro (melhor não saber, rs). Depois pedimos uma prato que parece demais com a galinhada brasileira. O tempero era gostoso, e havia um mauriciano muito simpático atendendo a gente.
Prato principal
Entrada
Nós estávamos planejando o restaurante do mês de fevereiro para o fim de semana que vem, mas ontem acabamos por ir de improviso a um paquistanês. Explico: como era Valentine's Day, compramos um vinho e decidimos fazer um jantarzinho especial em casa. Porém, a eletricidade acabou antes de começarmos a cozinhar! Foi algum problema na rua que afetou várias casas do quarteirão onde moramos. E como o fogão é elétrico, sem chance de comer em casa. Decidimos comprar algo pronto. Estávamos morrendo de fome, e já que havia um restaurante do Paquistão quase em frente à nossa casa, foi esse mesmo! Pedimos um Frango a Biryani, que se parece muito com o prato muriciano que comemos (frango com arroz!), porém o tempero é completamente diferente. Muito apimentado!!!
Valentine's Day no escuro...
Frango a Biryani paquistanês





Ah, e semana passada nevou! É muito difícil nevar em Londres. Diz a lenda que acontece um dia no ano. Nesse inverno já foram uns 3, estou com sorte! Adoro neve! Talvez não seja bom viver num lugar com neve o inverno todo, mas só por uns dias é ótimo! A cidade fica linda, toda branquinha. No dia da neve eu e Fábio entramos no Tate Modern e não havia sinal de que iria nevar, mas quando saímos do museu, estava tudo branco! Pena não termos levado máquina fotográfica, só temos as fotos do celular...
Em frente ao Tate Modern















Última coisa que não posso deixar de comentar. Estamos muito felizes com as visitas que receberemos nos próximos meses! Minha mãe estará aqui em menos de dois meses para passar uns dias conosco, e de quebra vamos viajar um pouquinho com ela! Um casal que adoramos muito chega mês que vem! E mais dois amigos queridíssimos já estão com passagens compradas para passar calor com a gente no verão europeu! Saber dessas visitas me fazem ter mais saudade da família e amigos... 

Thursday, February 02, 2012

St. Albans e Copenhague

Em janeiro fizemos duas viagens muito bacanas: St. Albans e Copenhague.

St. Albans fica pertinho de Londres, a apenas 35km do centro. Passamos o domigo lá para descansar da piração do mestrado. A cidade é pequena, só 64.000 habitantes. E lindinha demais! Ótimo lugar para passar o domingo relaxando, caminhando e curtindo o frio (!). Seguem as fotos abaixo. É só clicar nelas para ficarem maiores. :)
Cathedral and Abbey Church
A foto não está torta, a casa está.
Clock Tower







Pausa para almoço no Pub!
Caiu super bem no frio.


E para comemorar o primeiro fim de semestre do mestrado fomos passar o fim de semana em Copenhague! Foi nossa primeira vez na Dinamarca. A cidade é bonita, organizada e cheia de gente andando de bicicleta por toda parte. Estava fazendo muito frio! Nevou no domingo e a cidade ficou mais linda ainda! Minha bota não estava preparada para a neve e molhou toda. Imaginem andar na neve com o pé molhado! Not. Compramos outra bota para mim no mesmo dia (e para minha sorte havia uma super promoção de botas nesse fim de semana em várias lojas da cidade!). Copenhague nao é barata, pagamos bem caro em refeicções, cafés e hotel. Ate que o dinheiro estava acabando e tivemos que escolher: uma boa refeição e nada de farra, ou, McDonalds e muita cerveja. Ficamos com a segunda opção. Meu amor por cerveja é maior que o ódio pelo McDonalds. ;) Ah, uma coisa meio desconfortável lá foram os olhares dinamarqueses. Em vários lugares em que entrávamos, as pessoas voltavam os olhos para nós. E sem cerimônia, olhavam mesmo. Acho que éramos muito diferentes daquele tanto de loiros de olhos azuis. :/ Fotos abaixo!


Olha a pequena sereia aí!

Típica refeição dinamarquesa.

Estacionamento de bicicletas!


A cerveja não estava gelada o suficiente, rs.



Frio, frio, frio!