Monday, January 20, 2014

Bebê a bordo!

É isso aí, depois de 3 anos de casados e muitas aventuras juntos, vamos embarcar na maior de todas elas!
A primeira ultra oficial.
Um filho estava nos nossos planos, mas nunca era a hora certa. Aliás, nem posso dizer que este é o momento ideal, mas dizem por aí que momento ideal não existe, então resolvemos que seria aqui e agora. Primeiro porque na França eu posso ter um filho em conformidade com o que eu aprecio em relação à gravidez, ao parto, ao sistema de saúde, etc. E também porque eu tinha essa ideia de que se eu fosse mãe, queria engravidar antes do 30. Besteira, claro, mas eu queria, coisa pessoal mesmo... então planejamos bem e aconteceu. :)

Ano passado fui a uma ginecologista em Grenoble fazer um exame de rotina e contar a ela minhas intenções de ter um filho. Conversamos a respeito e ela me disse que eu poderia ficar até um ano tentando que estava tudo bem, só se passasse disso é que eu deveria verificar se havia algum problema de infertilidade. Saí de lá pensando "puxa, 1 ano é muita coisa...". Só que no mês seguinte, engravidei! E apesar de todo o planejamento, é sempre um susto.

A descoberta foi rápida. Comecei a ter algumas dores de estômago diferentes e logo pensei: acho que estou grávida. Comentei com o Fábio e ele queria fazer um teste logo! Porém, achei melhor esperar o primeiro dia de atraso menstrual, já que se o teste for feito muito antes disso pode não apresentar um resultado preciso. Esperamos, fizemos o teste de farmácia pela manhã e confirmamos! No mesmo dia passei no laboratório para fazer um exame de sangue e corroborar o resultado. Confirmado de novo!
Positivo!
Ligamos para nossos pais e irmãos no mesmo dia e todos ficaram super felizes. A tristeza para as futuras vovós foi ter que esconder a notícia até que eu estivesse pronta para torná-la pública. Digo "eu", pois até o Fábio queria espalhar para o mundo. E ele foi ao Brasil em dezembro já sabendo da gravidez, ouvia os amigos falarem de filhos e não podia comentar que seria papai! Imaginem a ansiedade dele.

Eu queria esperar os 3 primeiros meses passarem para contar a todos. Este período pode ser complicadinho e a chance de aborto espontâneo é mais alta, então preferi guardar o segredo e só contar para pouquíssima gente. Aliás, nem sei como funciona no Brasil, mas na França fala-se sobre a possibilidade de aborto no primeiro trimestre de uma forma muito natural. Aqui é necessário declarar sua gravidez para a Seguridade Social, assim todos os direitos e cuidados direcionados à grávida e ao bebê são garantidos. Porém, eles só aceitam esta declaração com o fim do primeiro trimestre. Antes disso eles não reconhecem sua gravidez justamente devido ao risco de aborto... Agora que estou oficialmente no segundo trimestre a novidade ficou pública e desde então tenho recebido o carinho e as energias positivas de muita gente.

Quanto aos sintomas não os tenho muito. Os famosos enjôos não chegaram a mim, nunca vomitei, não tenho desejos específicos de comida, e as dores de estômago que anunciaram a gravidez não apareceram mais. O que sinto mesmo é cansaço. Primeiro atribuí esta fatiga ao trabalho, pois nos 2 primeiro meses estava trabalhando muitíssimo. Depois atribuí à visita do meu irmão a Grenoble, já que viajamos, subimos montanhas, passeamos muito e estávamos num ritmo intenso. Porém, agora não estou trabalhando e nem fazendo atividades que demandam muito esforço físico, mas mesmo assim me sinto cansada. Surreal.

Ah, e para esclarecer perguntas que todo mundo fez.
- O baby não será francês, pois no velho mundo sua origem é importante. Se a mãe e o pai não são franceses, o filho também não é. Então, será um brasileirinho, natural de Grenoble e mineiro de coração.
- Nós ainda não sabemos o sexo e nem desejamos saber. Queremos surpresa.
- O nascimento deve acontecer entre 30 de julho e 06 de agosto. 
- Enquanto ele não puder escolher, ele vai com a gente em todas as viagens!!! 

Ah, e o baby já tem ganhado presentes de viagens que fizemos por aí. Desde que decidimos que um dia teríamos um filho juntos, começamos a comprar uma roupinha de lembrança de cada país que íamos visitando.
Souvenirs!
Ah, tomara que o baby ame viajar também!! :D

A+

9 comments:

  1. Nicole e Fábio!
    Que notícia maravilhosa! Meus parabéns e muita sorte para vocês dois! Essa criança será mesmo muito feliz e vocês também o serão, tenho certeza.
    Um grande abraço, Raul.

    ReplyDelete
  2. Parabens ao dois :)))
    Adorei a ideia das roupinhas de bebê

    Bjos

    ReplyDelete
  3. Lindos! Saudades dos dois e desse bebê que, seja menino ou menina, será superamiguinho do Cauã!

    ReplyDelete
  4. Oi, Nicole.

    Você conhece o Bookworms Cafe em Grenoble?

    Caso não, fica depois da ponte que vai pra Bastille, do lado esquerdo.

    Se fala principalmente inglês e os scones são maravilhosos.

    Caso sim, ignore esse comentário! Haha.

    Um beijo.

    ReplyDelete
    Replies
    1. Ei Ana, o Bookwarm fica na minha rua, só que nunca fui lá... Agora que voce falou do scones tenho que ir, adoro! Voce mora por aqui? Bjs

      Delete
  5. LINDO A HISTORIA DESSE CASAL........

    ReplyDelete
  6. PARABÉNS PELA CHEGADA DESSE MENINO OU DESSA MENINA, QUE VENHA COM SAÚDE,AMOR, E MUITAS COISAS BOAS. APROVEITE CADA MOMENTO DESSA NOVA FASE DE VOCÊS. FICAMOS AQUI NO BRASIL MAS SEMPRE ACOMPANHANDO DE PERTO TODOS OS MOMENTOS DA VIDA DE VCS........

    ReplyDelete
  7. TODOS OS AMIGOS AQUI NO BRASIL FELIZES COM A CHEGADA DO BABY, MAIS UM PAPAI E MAIS UMA MAMÃE NO PEDAÇO........

    ReplyDelete
    Replies
    1. Obrigada, Helayne! Estamos muito felizes! Bjao

      Delete