Thursday, July 23, 2015

Férias: Sardenha e Córsega!


Verão no hemisfério norte bomba! Sabe como é, quando a gente passa por invernos bem frios passa a dar valor a um calorão. :D E aonde fomos passar férias e aproveitar as altas temperaturas??? Sardenha e Córsega!!! São duas ilhas que faziam parte da nossa lista de desejos. Quando eu e Fábio passamos um mês rodando pela Itália, não pudemos conhecer a Sardenha. Não deu tempo e o nosso foco não era praia. Então, deixamos para um dia na vida... E este dia chegou! Quanto à Córsega, a vontade surgiu na época em que trabalhei numa empresa de fotografia em Grenoble. Às vezes eu tinha que passar o dia vendo álbum de fotos das pessoas e daí me deparava com umas maravilhosas da Córsega. E falei com o Fábio: a gente TEM que ir um dia. E este dia chegou! Como uma ilha é bem perto da outra, resolvemos alugar um carro e viajar pelo norte da Sardenha e sul da Córsega.



Compramos uma passagem de avião para Olbia, na Sardenha e lá alugamos um carro. Passeamos pelas Costa Esmeralda, onde há praias maravilhosas e, de quebra, umas estradas bonitas e floridas no caminho até elas... Também visitamos a Ilha Maddalena, su-per lin-da.






Depois pegamos um ferry para fazer a travessia para a Córsega. Fomos com carro e tudo, por isso o preço pode ficar salgadinho, mas para quem vai sem carro compensa mais. E lá conhecemos as praias maravilhosas de Palombaggia, Santa Giulia, Rondinara e Villata. Detalhe que esta última era uma praia naturista. Foi nossa primeira vez e achei muito engraçado. A gente fica ali peladão, todo mundo peladão ao nosso lado, ninguém nem aí pro outro, uma liberdade... Mas eu só pensava: estou nua, putz, estou nua aqui na frente de todo mundo, rsrsrs... 

E fomos também nas ilhas Lavezzi, lugar paradisíaco super isolado. Não havia sequer onde comprar uma água, fomos avisados a levar tudo o que precisávamos. Lá só tinha água do mar, areia e umas trilhas incríveis para fazer.




Depois voltamos para a Sardenha para passear um pouco pela costa oeste. Não é tão linda quanto a leste, mas fomos a uma praia que foi a que mais gostei: La Pelosa. Deslumbrante!





Amei a viagem, são duas ilhas fantásticas. Lá estão praias das mais lindas pelas quais passei na vida! E, pasmem, não vi nenhum brasileiro a viagem toda! Quer dizer, pelo menos não ouvi ninguém falando português. Isto é meio raro acontecer, pois estamos em toda parte, hehe. Amigos brasileiros, coloquem na "wish list" de vocês. Vale muito a pena.

Só tive uma inquietação na viagem: os vendedores ambulantes nas praias que ganhavam a vida vendendo chapéu, canga, colar, etc. Todos africanos, suando debaixo daquele sol intenso e aguentando temperatura de 40 graus carregando um mundo de produtos. Eu ficava ali olhando para eles e me perguntando quem eram, onde moravam, de que país vieram... Mais de uma vez ficamos na parte da praia onde eles escolhiam como ponto de descanso. E ficavam ali sentados, às vezes conversando em uma língua que eu não conhecia, às vezes em silêncio olhando para o nada... No que será que estavam pensando? Queria ter conversado com algum deles, saber o que os levaram até ali, mas o máximo de interação que aconteceu foi o Dante sorrir para eles e eles sorrirem de volta. Pensei naqueles navios que naufragaram, aqueles que levavam centenas de imigrantes da África para a Itália. Fiquei me interrogando se poderiam ser parentes ou amigos de algum deles indo buscar uma vida melhor... 

Este post terminou meio triste, mas é que eu preciso me lembrar que minhas férias foram incríveis, só que eu não estava no paraíso. Algumas coisas precisam mudar para ser um paraíso de verdade. 

Thursday, July 02, 2015

Isso aqui oh oh é um pouquinho de França ia ia...

Vou começar o mês de julho com um post, já que há bastante tempo não passo por aqui. É que a vida anda agitadinha. Acho que por causa da primavera linda que passou e deste início de verão quente! :D Temos passeado bastante por aí, tanto em Grenoble quanto pelas redondezas. Tem tanta coisa linda para ver, minha gente! Tentamos aproveitar nossa estadia na França para conhecer mais do país. Já rodamos bastante por terras francesas, desde quando ainda morávamos em Londres e viemos algumas vezes para passar férias, mas ainda falta muito para ver.

Então, no fim de maio fomos a Marselha. Já conhecíamos a cidade, mas desta vez foi bem especial porque fomos para o aniversário de uma das amigas mais queridas que fizemos em Grenoble. A Su se mudou para sul da França há um tempo e fomos lá soprar velinhas com ela. Foi ótimo, com direito a piquenique no parque,  colegas novos e uma visita a incrível Frioul no dia seguinte. Detalhe que a Su tem o dom de receber pessoas. Desde os tempos em que ela morava aqui nos alpes e íamos para altas festas na casa dela nos fins de semana (época pré Dante ainda, rs) . Era sempre excelente, com gente ótima e muita cerveja. E em Marsellha não foi diferente. Ficamos na casa dela e do Martin, e foi como se estivéssemos na nossa casa. Eu tive uns problemas com a Frida, a gata dela, mas não vou entrar nos detalhes sórdidos aqui, hehe. Só conto que a Su é uma amiga de verdade. <3




E outro dia a gente resolveu ir ao Lac du Crozet, um lago lindo aqui perto de Grenoble. Existem vários lagos pelas redondezas e as pessoas os fazem de praia no verão. Nós já conhecemos alguns e adoramos estes passeios. A maioria deles é facilmente acessível através de transporte público. O Crozet era um desejo antigo, mas nele só dá para chegar de carro, e como não temos um, ficávamos adiando. Aí um dia surgiu uma boa oportunidade, alugamos o carro e fomos. Uns 45 minutos dirigindo, e mais uma trilha de 3 km e pouquinho de pura subida! Ele fica a 1974 m de altitude e é lindo, lindo. Estava calor, mas naquela altitude o vento soprava frio, era uma delícia... Primeiro trekking do pequeno Dante, hehe. Ele foi nas costas do Fábio, mas como está aprendendo a andar, adora dar uns passinhos por aí.



E no último fim de semana fomos fazer uma rota das lavandas e, já que estávamos ali perto, fomos também a Gorges du Verdon. Saímos de casa no sábado cedo em direção a Valensole, na Provença, onde se encontram imensos campos de lavanda. Foi fantástico! A visão daqueles campos todos era sensacional. Íamos passando com o carro e eles pareciam não acabar! Difícil descrever aqui... O Dante adorou. Diferente de outras viagens, agora ele está maiorzinho e curte mais. Queria pegar nas lavandas, andar entre elas, e, claro, comê-las. ;)




Passamos a noite numa cidade chamada Baudinard-sur-Verdon. Minúscula, tinha praticamente uma rua só. Fofa! 

E na manhã seguinte partimos para admirar as Gorges du Verdon. São uns canyons enormes que cercam o rio Verdon. Maravilhoso! E para parar nos pontos de observação destes canyons, pegamos uma estrada cheia de curvas, bem estreita, e, por vezes, estávamos dirigindo na beira do abismo, hehe. 


Já vimos parte da França, mas ainda temos muito mais o que descobrir. O país é lindo e vamos viajando sempre que dá. Ainda mais agora que o Dante está crescendo e aproveitando melhor. O pequeno não tem nem um ano de idade e já tem #tbt para uma vida inteira, rsrs.

A+